Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: , , , , , , , ,
A trajetória que resultou no Festival Proclama Rock de 2010 não foi curta. Depois de um ano adquirindo experiências, observando os diferentes perfis de público-rock da capital, os diferentes “nichos”, partimos para construção do que seria o evento. E para nossa felicidade, com pouco mais de um mês em plena publicidade, o resultado não poderia ser mais positivo! Sim, a segunda edição do Festival Proclama Rock foi um SUCESSO, tanto em termos de estrutura, qualidade da programação, local e público! Quem foi não vai pensar duas vezes e assinar o que vou comentar nas linhas que se seguem. O planejamento foi tão eficaz, que uma semana antes do evento, já prevíamos como poderia ser, uma vez que já existia uma atmosfera amena e fértil, quando falávamos às pessoas sobre o festival, que foi concebido e executado apenas com recursos dos próprios integrantes da OCT, com apoios de produtores, empresas (em espécie) e coletivos relacionados ao segmento rock da capital.


PanImoral_12/11/2010_Prévia do Calango no Caverna's.


Estavam previstas 12 horas de programação, uma verdadeira maratona que iniciava as 18:00h e se estenderia às 06:00h. E por incrível que pareça, as 18:00h já haviam alguns malucos pelas redondezas, para se beneficiarem da promoção do festival (caipirinha na faixa até as 22:00h). Enquanto os shows não começavam, alguns vídeos de shows de ícones do rock rolavam, para os que estavam presentes se aquecerem. Então, por volta das 21:30h, a primeira banda subiu ao palco do Festival: PanImoral. Esta, de Alta Floresta, veio a Cuiabá para se apresentar na última Prévia do Festival Calango, que aconteceu um dia antes, no próprio Caverna’s Bar. A vaga estava reservada para alguma banda que se destacasse na Prévia, e como se destacaram, além de serem de outra cidade (sabemos bem, enquanto banda, qual é a necessidade de aproveitar uma viagem fazendo show’s que não estavam previstos no planejamento), ficaram com a vaga e, pelos comentários muito positivos dos que presenciaram a apresentação da banda no Festival, aproveitaram muito bem! De modo geral, a banda é especial, não somente na composição do quinteto (dois rapazes e três meninas), mas também na sua proposta, que claramente está alinhada com a tendência grunge – algo mais que explícito na vocalista e baixista (com a camisa do Nirvana). PanImoral mandou muito bem, em ambas as apresentações, e além de ter saído com muitos fãs, ainda conseguiu uma vaga na Calango 2010. Parabéns! Esperamos vê-las mais vezes na “cidade infernal”.

Mad Sozen_Festival Proclama Rock 2010.



Após PanImoral, foi a vez do Mad Sozen, banda da casa, que apesar de ser recente, tem conquistado o seu espaço, pelo talento excepcional de alguns de seus membros, como o vocalista, que além de ser muito afinado, sempre está bem a vontade no palco. Sobre o show, mandaram vários clássicos do rock e levaram a galera ao delírio, concentrando muita gente na frente do palco. Assim como PanImoral, incendiaram o público, que naquela altura, começava a chegar em massa. Então, por volta das 23:00h, N3CR subiu ao palco. Foi só anunciar a banda, que a galera chegou junto e em pouco tempo, o salão estava lotado! O show foi energético, do início ao fim. Foi a segunda vez que vi a banda, e constatei as minhas primeiras impressões: ótima presença de palco de todos os integrantes, principalmente do vocalista, músicas muito boas e redondamente executadas, e bem divulgadas, pois grande parte da galera cantava com a banda. Durante os show rolaram até ‘rodinhas’ e também tocaram uma música inspirada no filósofo Nietzsche. Enfim, o HC mandado por N3CR foi responsá! Showzaço mesmo!


N3CR_Festival Proclama Rock 2010.


Dando sequência a programação, uma das bandas anfitriãs, Tiasques, assumiu o comando do palco. Como é impossível falar da banda na ‘terceira pessoa’, pois sou o vocalista, vou falar das minhas impressões e da banda (primeira pessoa). Ficamos impressionados com a recepção e energia do público presente. Antes mesmo do término da primeira música, o salão estava lotado, com muita gente observando atentamente o que estávamos fazendo. Quando encerrávamos cada músicas, ouvíamos muito aplausos. Isso, para uma banda que trabalha há anos com música autoral, é muito gratificante, pois é incentivo e reconhecimento. Tivemos uma impressão parecida quando tocamos no Paraná, e para todos os integrantes da Tiasques, esse foi o melhor show do ano, em Cuiabá. Houve uma troca de energia entre banda-público indiscutível, que eletrizou todo mundo, fazendo inclusive Maykonn Sauder, o guitarrista, despencar sua guitarra no chão, na penúltima música. Muito legal mesmo! Agradecemos a todos que acompanharam a apresentação!


Tiasques_Festival Proclama Rock 2010.


Depois de 10 minutos do término do show da Tiasques, outra banda anfitriã e organizadora do Festival, subiu ao palco: Base Oculta. Formação nova, mas sem dúvidas, a melhor de todas a que a banda já experimentou: Tenio Moura (vocal), Caio B. e Guto (guitarras), Jósa Souza (baixo) e Dinho Moura (bateria). A experiência de Caio B. (ex-Males de Anto, Id-Rock, etc), o talento de Guto (estudante de Música da UFMT) e o empenho de Jósa, deram uma nova cara ao B.O.! A banda, durante a apresentação, conseguiu trazer a galera para frente do palco e empolgar todo mundo, com gestos, palmas, tanto em suas canções próprias, quanto nas suas releituras (Engenheiros do Hawaii, por exemplo). Foi um show muito legal, digno de Festival e também a altura da nova formação, que ainda tem muito a render! Parabéns B.O.!

Base Oculta_Festival Proclama Rock 2010.


Depois quem deu sequência foi Branco Ou Tinto, banda muito aguardada na programação do Festival. Afinal, qual banda cuiabana que mais produziu material que o B.O.T. durante 2010? O show foi simplesmente impecável! O Power trio está literalmente voando! Foi só terminar a primeira música que o salão estava lotado e ficou assim até o final. O show foi marcado quase que integralmente por canções próprias (muito boas, diga-se de passagem), e uma ou duas releituras de clássicos do rock, como “Ace Of Spades” do Motörhead. Uma das canções próprias (admito, sou suspeito de falar!) que incendiou a galera (ouvi gente dizer que via “Placebo” nela) foi “O amor caiu em desuso”. Enfim, parabéns B.O.T.! Todos temos orgulho de vocês!

Branco ou Tinto_Festival Proclama Rock 2010.


Já era cerca de 01:30, quando Anhangá, outra banda muito esperada, subiu ao palco. Fiquei impressionado, e isso por vários motivos! Primeiro, a presença de palco da banda é impecável. Segundo, as músicas são ótimas, bem estruturadas e claras. Terceiro, era a primeira apresentação da banda, com a atual formação, que além de Danilo Sosai no baixo, agora conta com Rodrigo Cutiaro como guitarrista e vocalista. Além disso, a banda atende há vários requisitos fundamentais, como bons equipamentos, ótimo figurino e carisma. Enfim, foi outro show destruidor! Haviam muitas pessoas extasiadas, como um que agarrou o retorno e colocou junto ao ouvido para ouvir o solo de Rodrigo! (kkk) Por fim, foi uma grande satisfação ter Anhangá na segunda edição do Festival Proclama Rock!

A última banda da noite também era muito aguardada, principalmente pelos seus fãs, que foram, inclusive, uniformizados: Rhox! Esta é uma banda com vários anos de experiência, com muitas músicas próprias e inquestionáveis qualidades, a começar pela grande presença de palco dos integrantes. Nitidamente a banda tem entre as suas inspirações o Rage Against The Machine, claro! Letras politizadas, que realmente dizem algo que vale a pena se ouvir, em tom de manifesto. Showzaço também! Assim como várias bandas da noite, lotaram o salão do início ao fim, com muita energia. Da parte das bandas, Rhox fechou com chave de ouro!

Após um breve intervalo, que fechou a grade de programação foi André Gorium, com um notebook e um setlist dançante, embalou os presentes ensandecidos até cerca de 05:30h. André tem um trabalho muito bacana e sem dúvidas, é uma surpresa muito agradável nesse meio. Foi uma satisfação tê-lo na programação!

Teriam muitos outros acontecimentos a serem destacados no Proclama desse ano, como por exemplo, a exposição de Fanzines super-interessante que estava acontecendo ao lado das mesas de sinuca, organizada por Carol Martins. Lá tinham fotos de movimentos, tendências musicais, intelectuais anarquistas e mensagens políticas de alto nível – “Faça Você Mesmo”!


Parte da exposição de Carol Martins_Proclama.


Pra finalizar, é preciso tentar ao menos esboçar uma lista de agradecimentos, que de tão imensa, podemos conter algumas injustiças, mas pelo menos vamos tentar: às bandas que toparam se apresentar no Proclama; ao apoio de Fábio Boretti, que despendeu grande empenho em garantir a melhor qualidade sonora ao evento; ao proprietário do próprio Caverna’s Bar, Cachorrão; a Nildo Rocker, Luciano Maehler e Ronny Costa, que deram uma grande força durante o evento; à Água Letrinha, que forneceu copos de água às bandas; ao Scars Tattoo que patrocinou uma tatuagem comercial, que foi sorteada (vencedor: Fernandão Black Mirror); ao Estúdio Riff, que patrocinou 4 horas de ensaio; à Mikhail Baraniuk, que além de ter sido responsável pela criação das artes do Festival, tomou a frente na articulação do material gráfico; ao Letras & Música, que funcionou como Ponto de Venda de ingressos antecipados; e, enfim, a todos (as) integrantes da OCT que deram sangue e suor para o essa edição saísse do papel: Tenio Moura, Jósa Souza, Caio B., Eduardo Lamark, Débora, Mikhail, entre outros.

O texto está um pouco longo, mas não poderia ser diferente, pois o Proclama Rock 2010 foi tudo isso e mais um pouco, que meus olhos solitários, por serem somente dois, não puderam registrar mais informações além destas. Um grande abraço a todos (as) e espero, em nome da OCT, que todos possam se inspirar nessas ações e tomarem a iniciativa agirem de alguma forma, pois a cena rocker cuiabana precisa se renovar, necessita de novos agentes, de um novo ciclo, que temos certeza, que está por vir.

Outras fotos:







*texto escrito por Bruno Rodrigues, vocalista da Tiasques e membro-fundador da OCT (Operação Cavalo de Tróia).

** fotos de Mai Costa.

22 Comentario para FESTIVAL PROCLAMA ROCK 2010: SUCESSO! (Resenha)

Anônimo
22 de novembro de 2010 16:18

TINHA GENTE PRA CARALHO!

Anônimo
22 de novembro de 2010 17:25

Excelente evento, bot foi a banda da noite embora pro meu gosto musical curti mais tiasque e a anhanga que foi supreendente pra mim, duas gutiarras era o que a banda precisava e ficou perfeito e este vocalista é bem melhor que o antigo. Os organizadores estão de parabens

André N3CR
22 de novembro de 2010 17:35

Parabéns OCT o evento foi total SENSACIONAL! Valeu demais pelo convite, é nois.

Digão ANHANGA
22 de novembro de 2010 19:00

Obrigado OCT pelo convite, em especial ao Bruno, o evento foi Rock n Roll. Obrigado a toda galera que compareceu ao evento em especial aquelas que cuntiram e prestigiaram o show do ANHANGA!!

Anônimo
22 de novembro de 2010 20:22

Muito estranho: André do N3CR falava mal pra caralho dos caras da OCT... Chamava de Cavalo Paraguaio e tals... Faziam reuniões pra falar mal e agora tá aqui pagando pau pros caras.

OCT fica de olho aberto!

23 de novembro de 2010 07:27

Este foi pra mim o evento de Rock,mais energético este ano! Com certeza,foi o que mais reuniu a galera do Rock!

Levei um sustão na hora que fui pra fora do bar, por volta de umas 23:30..tinha aproximadamente umas 250 pessoas na rua, e uma galera la dentro!

Quero deixar um agradecimento especial a todas as bandas que estiveram no Proclama Rock 2010!
Pois foi muito bacana, a noite!

E agradecer o Dogão, que mesmo viajando, deixou o Bar em nossas mãos! Valeu Dog!

Sem essa de picuinhas e tals! O lance é simplesmente ROCK'N ROLL!

Agente se encontra ai no Calango, Lançamento CD BO, Lançamento CD Lopes e dia 18 no Frontline!!!

Abração
Tenio

LA BELLE
23 de novembro de 2010 11:05

SABE PORQUE ESSE EVENTO VIROU? PORQUE AS BANDAS QUE ERAM DE LADOS OPOSTOS RESOLVERAM DIVIDIR PALCO JUNTAS E TOCAR O FODA-SE PARA AS PICUINHAS IDIOTAS. PARABENS PELA INICIATIVA! O ROCK EM CUIABÁ É PEQUENO E É POUCO INCENTIVADO E QUANDO EXISTEM DIVISÕES FICA MAIS PEQUENO AINDA.

Anônimo
23 de novembro de 2010 11:07

nessa semana vai rolar o calango e estou pasmada que bandas como bot, tiasque e anhangá vao ficar de fora... oque sera que rolou?

Anônimo
23 de novembro de 2010 12:22

Vey, o PROCLAMA foi concerteza um dos melhores eventos ROCN N' ROLL cuiabano , junto bastante galeraa de diversos estilos velhoo ! Não conhecia a banda ANHANGA e tive o previlegio de curti o som dos caras , realmente mto irado , B.O.T e Tiasques estão de parabens , show de mta qualida velhoo .

Abraçooo !
ATT: Nathali

23 de novembro de 2010 13:19

O.C.T está de parabéns pelo evento e pela iniciativa de criar festivais alternativos, uma vez que só tínhamos eventos organizado pela galera do Cubo.
Duas correntes ou mais, isso é necessário. Concorrência com ética, isso é necessário e possível.
Parabéns a Banda Anhanga, gostei muito das músicas e da banda em todos os quesitos. Abraço!

23 de novembro de 2010 14:18

Agradeco a todos por terem curtido o som da banda, apesar de ser minha primeira apresentacão, para mim, foi uma resposta muito positiva.
Quero agradecer a todas as bandas presentes e principalmente o público que fez com que esse evento tenha ocorrido tão bem como o esperado!

Abraços!

Confira nosso som!
www.myspace.com/bandaanhanga

23 de novembro de 2010 14:29

Nós só temos a agradecer e parabenizar à OCT. Foi um evento incrível. Puro rock and roll!

Muito obrigado à todos os nossos parceiros das bandas, toda galera envolvida no evento e principalmente, MUITO OBRIGADO AO PÚBLICO!

Foi demais! Que venha o próximo.


Abraços.


Branco Ou Tinto

24 de novembro de 2010 11:55

Parabéns galera pelo Festival, foi muito foda, desde as bandas a energia que o pessoal passou e um obrigada especial pelo convite, ficamos muito felizes por participar disso tudo ae.
Um abraço
Dryka

Anônimo
24 de novembro de 2010 17:22

caramba um dos melhores eventos de rock deste ano foi muito foda

os melhores da noite sem dúvidas foram anhanga, n3cr e branco ou tinto

24 de novembro de 2010 18:12

É isso aí galera! A Tiasques ficou muito feliz de participar do Festival Proclama Rock e de ter o seu trabalho autoral (de quatro anos) aceito por grande parte dos presentes. É muito satisfatório e prazeroso quando acontece isso. Pra banda, sem dúvidas, o show de sábado foi o melhor que fizemos em 2010, apesar do cansaço, pois estávamos envolvidos na organização... Enfim, esperamos que no ano de 2011 aconteçam eventos com a mesma força e sucesso do Proclama e que daqui pra frente o foco adotado pelos produtores e bandas locais seja a construção de uma cena rocker verdadeira, como foi no sábado.



Abraços gerais,


Bruno Rodrigues, vocalista da Tiasques.

Anônimo
24 de novembro de 2010 20:22

Adoro o BOT e o Welliton é lindo :D

ass.:
Nayane

Anônimo
25 de novembro de 2010 01:16

Eu fiquei muito feliz de fazer parte deste evento!!!
Agradeço a galera da OCT pelo convite, e a todo público que esteve presente...
E Bruno, PARABÉNS PELA MATÉRIA.
Let's rock hehe.


Marcus Tubarão (B.O.T)

25 de novembro de 2010 13:43

Caaara, só os organizadores e uns poucos que escutaram minha discotecagem, mas foi massa.
Espero poder me apresentar com meu projeto de industrial no próximo proclama rock.
Parabéns a todos os envolvidos.

xD

26 de novembro de 2010 12:46

A parada de tocar no calango é o seguinte não é que não quizemos tocar, simplesmente que e infelismente não recebomos proposta sobre o evento,ja o B.O.T recebeu uma proposta e apresentaram um contra proposta. Se a organização do Festival calango acitou não sei, mas nós do Tiasques não estaremos no festival por isso, se ta rolando outro papo é converça alheia...
Blz moçada..
Em resposta ao nosso publico que participaram do Proclama Rock e nós questionama o assunto...
Abração...

NERVOZAO
26 de novembro de 2010 12:58

A RELAÇÃO DE BANDAS LOCAIS COM EXCESSÃO DE DUAS OU TRÊS É PÍFIA. MUITA BANDA BOA COMO ANHANGÁ, BOT E TIASQUES (QUE FORAM CITADAS AQUI) FICOU DE FORA. E PIOR AINDA QUANTAS E QUAIS BANDAS DE CUIA VAO TOCAR NO PALCO PRINCIPAL? ATÉ BANDAS QUE TRABALHAM COM OS CARAS A TEMPOS FICARAM DE FORA COMO O RHOX. AS BANDAS DEVERIAM SIM DAR UM CARTAO VERMELHO PARA ESSE TIPO DE COORPORATIVISMO.

Anônimo
29 de novembro de 2010 08:05

pior calango da historia

Danilo Sossai
1 de dezembro de 2010 16:22

Parabéns Bruno e todos envolvidos na organização do Festival Proclama Rock, em nome da Anhangá posso dizer que foi muito bom ter participado e estamos muito agradecidos pelo convite.

Materias

Comentarios

Sponsors