Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: , , ,
Para abrilhantar mais ainda a noite, resolvemos fazer o convite para Branco-ou-Tinto (BOT), incorporar a programação do “Luau do EMEL”. E ontem mesmo a banda confirmou! Portanto, serão quatro atrações: Antiguidade Moderna, Sinimbu Stricknick, Mandala Soul e BOT.

Aproveitando o momento ‘todo especial’ pelo qual a banda tem passado, também fizemos uma pequena entrevista, que trata da atual fase da banda, dos seus projetos, do que a mesma pensa das “críticas” que tem recebido e do 1° Vídeo-Clipe, que será lançado no dia 2 de Maio no Cavernas Bar.

1 – OCT: Saudações cambada! Antes de mais nada gostaria de agradecer a disponibilidade da banda, e parabenizar pelo ótimo trabalho que está sendo o primeiro video-clipe da banda. Tenho certeza que todos os fãs, assim como eu, gostarão muito. Mas vamos a entrevista, ok? Branco-ou-Tinto é uma banda conhecidíssima na cena 'rocker' cuiabana. Já se apresentou em inúmeros eventos, tem várias de suas músicas na ponta da lingua de "muita gente", já concorreu e foi premiada em determinados prémios, e atualmente está prestes a lançar seu primeiro video-clipe, desvinculada a todos e quaisquer grupos político-culturais da cidade. Como tem sido o "caminhar independente" que a banda optou percorrer (desviculada diretamente a coletivos), que na minha opinião é uma das "opções" mais 'autônomas' e legitimas? Quais dificuldades e vantagens do trajeto? O que tem estimulado o BOT a processeguir?

BOT: Olá Bruno, nós é que agradecemos o espaço e parceria com a OCT que sempre tem nos dado muito apoio. Não há como negar que nossa banda nasceu dentro da cena político-cultural de Cuiabá. Aprendemos muita coisa boa e muita coisa ruim, em confiar e em quem não confiar, mas sinceramente, é um caminho muito conturbado, desgastante e nunca é possível colocar o seu próprio trabalho em primeiro plano. Os coletivos são formas interessantes de trabalhar, desde que isso não se torne um pacto de sangue. Nossa decisão foi unânime, na banda, quando decidimos caminhar sozinhos, com nossas próprias pernas e méritos. Também não é nada fácil, porém, temos hoje nossa banda como prioridade e com isso conseguimos caminhar mais depressa em direção ao nosso objetivo, tornar-nos uma banda profissional. Hoje fazemos o que quiser, onde, quando e com quiser. Se for interessante e proveitoso para o Branco ou Tinto, a gente faz e pronto. A principal dificuldade é fazer tanta coisa com o orçamento baixo, não é sempre que a gente está com grana para colocar certos planos em prática, mas eles acontecem, às vezes demoram, mas acontecem. O que nos estimula é ver o público cantando nossas músicas, ver o sorriso da platéia quando vê a gente tocar e a certeza de que estamos no caminho certo, que alcançaremos nosso objetivo.


2 – OCT: O que o fãs do BOT podem esperar para o ano 2009?

BOT: Podem esperar muitas novidades com certeza. A primeira delas é o lançamento do nosso primeiro video-clipe que vai ser dia 2 de maio lá no Caverna's Bar. Vai ter B.O.T., Pé Rachado, convidados especiais e telão. Em breve também estaremos disponibilizando novas músicas em nossos veículos (myspace, blog, trama, etc) que já estão sendo finalizadas, a primeira que disponibilizaremos é "Presente de Grego". Vamos participar de um festival em sampa e tocar em Brasília. Estamos ansiosos e logo vamos divulgar as datas. É melhor esperar um pouco pra divulgar, pra ninguém ficar gorando, hehehe.

3 – OCT: Agora vamos falar um pouco do Video-clipe da banda: quando e como surgiu a idéia de trabalhar com o cineasta Léo Sant'ana? A proposta partiu da banda ou do mesmo? E como foi a produção em si?

BOT: Quando freqüentávamos as reuniões do fórum permanente conhecemos o Léo e formamos um laço de amizade, trabalho e luta. Até então ele ainda não conhecia nosso trabalho e logo que viu e ouviu nosso som, ficou fã da banda. Nós da banda conhecemos também o trabalho do Léo e a apreciação foi recíproca. A produtora Terra do Sol juntamente com o Instituto Mandala, decidiram desenvolver esse trabalho de video-clipe para a participação no Festival de Cinema desse ano. O Léo logo nos procurou pra fazer a oferta da gravação do video-clipe. Ficamos honrados com o convite e aceitamos prontamente. Ele é um excelente profissional, muito criativo e não tivemos dificuldades em gravar o clip com a segurança que sentimos. A produção do clip não foi fácil, fizemos tudo com baixo orçamento e com nossas próprias mãos. Pintamos, criamos, trabalhamos muito e posso dizer que estamos muito satisfeitos e orgulhosos com o resultado. Muito obrigado à todos que trabalharam conosco, Léo Sant'Ana, Mayk Rules e a produção de Paulo Traven e Elaine Santos. Agradecemos também ao apoio do Dio Motos. Lembrando que o video-clipe estará disponível na internet somente depois do lançamento lá no Caverna's, portanto, quem quiser conferir o clip na íntegra antes de todo mundo, tem que comparecer la no dia 2 de maio.

4 – OCT: Em um dos últimos shows da banda que vi, em meio a toda aquela atmosfera que se processava nos dois primeiros meses deste ano, quando não só a OCT, mas o BOT também, eram alvos de "críticas perversas e desconstrutivas", Welliton Moraes, o vocalista, disse que enquanto 'uns' se preocupam em desqualificar o trabalho alheio, "Nós (BOT) respondemos com arte". Em cima disso, o que a banda pensa de críticas? Elas são sempre bem vindas ou devem ser contextualizadas primeiramente, e depois se extrair o que há de 'construtivo' nelas?

BOT: Com certeza devem ser contextualizadas antes. Certas críticas são ridículas e sem fundamento nenhum. Por exemplo, o que tem na cabeça um cara que vê um trecho do clip e faz o seguinte comentário: "o que é isso? a piada do ano?". Essa crítica é sem fundamento e simplesmente ridícula, não merece ser levada em consideração. Esse cara que comentou isso não sabe o quanto lutamos, o quanto foi difícil e o quanto valorizamos nosso trabalho. A caminhada é dolorosa e não foi fácil chegar até aqui e conquistar tudo o que conquistamos. Pra mim isso que ele fez só tem um nome: INVEJA. Como um líder de um grupo forte, que se diz tão libertário, utiliza um veículo de comunicação para difamar e caluniar? Isso é simplesmente ridículo e não pode ser levado em consideração e mais uma vez, é inveja. Já aprendemos a criar um filtro e sabemos muito bem aproveitar as críticas, sejam elas boas ou ruins, desde que tenham algum fundamento e construtividade.

Bom...a entrevista ficou por aqui,e enquanto o “Lançamento do Vídeo-Clipe” não chega, abaixo todos podem verificar o “Video-Promocional”, e alguns links:



My Space

Blog

Comunidade no Orkut

5 Comentario para "NÓS RESPONDEMOS COM ARTE": BOT NO ‘LUAU DO EMEL’, ENTREVISTA & LANÇAMENTO DO VIDEO-CLIPE!

16 de abril de 2009 12:15
Este comentário foi removido pelo autor.
16 de abril de 2009 12:19

Parabéns BOT!
Essa entrevista, mais todo o trabalho que a banda vem desenvolvendo há meses, só demonstra a grande maturidade, além do potencial, que a banda se encontra!

Desejo todo sucesso para vocês, e que continuem "respondendo com arte" - para alegria dos nossos dias-, e Obrigado pela entrevista!

16 de abril de 2009 21:07

todo sucesso para vocês do branco ou tinto! deve ser muito paia fazer o trampo q vcs fazem e ter um imbecil com o pablo falando merda por pura maldade mesmo.

e parabéns ao blog oct por dar a palavra a banda!

17 de abril de 2009 13:57

O PABLO CHUPA PICA PORQUE É BEIÇUDO OU É BEIÇUDO PORQUE CHUPA PICA???????????

23 de abril de 2009 15:57

Ué, os comentários preconceituosos não seriam deletados?

Materias

Comentarios

Sponsors