Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: , , , , , ,



No início do mês de outubro a banda Tiasques, de cinco anos de estrada, anunciou para Cuiabá uma notícia que, para infelicidade (ou mesmo alegria de alguns...) dos fãs que acompanhavam o trabalho da banda, pegou muita gente de surpresa: um “stop” com as atividades musicais, que não se sabe se é pra sempre ou apenas por alguns meses. Muitas são as razões e como desejamos que todos (as) que sentiram com a notícia saibam por nossas próprias palavras o que aconteceu, tentarei ser o mais sucinto e breve possível, para não transformar essa nota num texto cansativo.

Em primeiro lugar, é muito triste anunciar esse tipo de notícia. Bem sabemos que nunca capital onde reinam outros gêneros musicais, ter uma banda de rock com cinco anos de estrada, com ensaios semanais durante todo esse período, 2 ep’s lançados, singles, dezenas de shows (alguns noutras cidades) e muitas histórias pra contar... não é qualquer coisa. Antes de mais nada, nos sentimos resistentes! Em todo esse período não foram poucos os momentos de desanimo pela falta de reconhecimento pelo trabalho sério que suávamos para apresentar, mas sempre nossa crença no valor do que fazíamos nos dava força para continuarmos, investirmos pesadamente em ensaios, equipamentos, mídia, eventos, etc. – quem nos acompanhou de perto sabe o quanto nos preocupávamos com a qualidade do que divulgávamos.

Afirmo isso não em um tom pessimista, mas para dizer que não ficamos de braços cruzados nos lamentando pela falta de espaço, tentamos criar lugares, redes em que pudéssemos divulgar nossa arte. A OCT, que foi impulsionada principalmente pela Pleyades/Tiasques, é um exemplo claro disso: quando a criamos, juntamente com outras bandas com os mesmos anseios, tínhamos a intenção principal de que surgissem “novos agentes”, um novo meio onde cada um fizesse a sua parte - a banda se preocupasse com a música, do designer se preocupasse com a imagem, o técnico de som com a equalização dos equipamentos de áudio, o produtor com a produção do evento, o produtor musical e proprietário de estúdio com a produção e gravação da banda, entre outros fatores pertinentes a toda cadeia da música. Fomos os defensores mais veementes dessa tese, em oposição ao outro jeito de se fazer cena que imperava na cidade (não estou entrando em méritos, até porque o objetivo aqui não é esta discussão...). A Tiasques, em suma, ao longo de sua história até a atualidade (2006-2011), foi uma banda que não se preocupou apenas em fazer arte, mas de debater o contexto onde esta mesma era apresentada.

Fizemos músicas autorais ao longo de toda nossa trajetória, porque acreditávamos que o que mais importava para uma banda de rock era dizer alguma coisa “com suas próprias palavras”. Durante anos denunciamos a corrupção com frases do tipo “Vamos brindar aos idiotas que pensam que não sabemos, que não vemos... Pão & Circo!...” . Ou mesmo poetizamos nossos sonhos: “Do fundo do poço olhamos o topo do mundo...”. Todas as vezes que fazíamos alguma música nova, tínhamos a preocupação, às vezes dogmática, de fazer com estas fossem diferentes de todas as outras... Enfim, sobre todas estas experiências, independente do que acontecer, vamos guardá-las para sempre em nossas memórias, assim como todas as pessoas maravilhosas que viveram conosco todo esse turbilhão de acontecimentos.

No dia que sentamos e decidimos dar um “tempo com a banda”, não fizemos isso por algum desgaste de relação, mas porque todo o contexto que nos cercava já estava em vias de nos sufocar. Problemas de várias ordens e com todos os integrantes: profissionais, familiares, financeiros, auto-estima, etc. Não conseguíamos nem mesmo tranqüilidade (nem tempo) para a “hora sagrada” do ensaio, quanto menos pra tentar pensar em caminhar pra frente. Chegamos à conclusão que no pé que as coisas estavam, a continuação insistente só nos faria dar passos para trás.

Bom, dito tudo isso, resta-me ainda convoca-los a comparecerem no nosso último show, que acontecerá no Cavernas Bar (por ironia do destino, local do primeiro show da banda), dia 28 de Outubro (sexta da semana que vem), juntamente com nossa grande parceira Branco ou Tinto e Esmalthes, banda revelação no rock cuiabano atual. Será uma grande satisfação receber a todos (as) e fazermos mais uma vez aquele coro ensandecido! Após dia 28/10, ainda teremos uma pequena participação num evento que acontecerá em Novembro, mas só anunciaremos durante o show...


Por fim, quero agradecer em nome da banda, todo o carinho expressado nos últimos dias pelas pessoas que sentiram com o possível fim da nossa história. Queremos agradecer também a todos (as) aqueles (as) que nesses últimos anos acreditaram e investiram conosco em nossa arte. Como são tantos nomes, prefiro agradecer no plural, para não cometer nenhuma injustiça de esquecer alguém. Guardamos com muito carinho cada momento. Mesmo que não continuemos juntos futuramente, nenhum integrante da Tiasques pretende “pendurar as chuteiras” no rock e, muito em breve, todos (as) terão mais notícias dessa história que está longe de acabar...

Sem mais,

Bruno Rodrigues, vocalista e tecladista da Tiasques.

3 Comentario para A DESPEDIDA DA TIASQUES (Nota de Esclarecimento).

Anônimo
19 de outubro de 2011 20:53

a super nova se apagou... noticia triste para os rockeiros da cidade...

Anônimo
20 de outubro de 2011 14:56

Valeu galera por nos proporcionarmos com algo tão louco e inteligente de se ouvir isto realmente espero que não seja o final mas o final para um novo recomeço.TATU

Admiradora
23 de outubro de 2011 10:14

é muito triste quando caras que poderiam continuar por anos fazendo trabalhos brilhantes decidem encerrar a banda por falta de retorno. é um final muito precoce por que tinham muita coisa pra fazer. muitas musicas que nao foram gravadas, clipes que nao foram feitos. estao encerrando sua história nos deixando poucos registros. uma pena! o mais triste é ver que temos varios sites na cidade da cena e nao saiu uma nota critica sobre isso. qual sera a proxima banda que acaba nessas condições de falta de expectativa? ja foi lopes e tiasques...

Materias

Comentarios

Sponsors