Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: , , ,


Até agora estou pasmado com os shows de sábado! Pra contextualizar o leitor, estou me referindo ao evento de comemoração do aniversário de quatro anos da banda cuiabana Branco ou Tinto, que além de contar com shows da própria, ainda reuniu a veterana Fuzzly e a visitante Enema Noise (Distrito Federal), nos palcos da casa mais rock n’roll da cidade, o Cavernas Bar.

Sobre a resenha, fiz questão de me comprometer em escrevê-la, pois afinal de contas, o evento se tratava de uma ocasião MUITO IMPORTANTE para o rock local e, antes de qualquer coisa, é uma grande satisfação ainda termos possibilidade de conferir de perto a grande banda cuiabana Branco ou Tinto, que pretende mudar de cidade no próximo ano. Mas dessa vez vamos fazer diferente. No lugar de uma descrição linear, vai ser um bate-bola, entre Fábio Boretti e Bruno Rodrigues, sobre os shows que rolaram no evento.

FUZZLY, por Fábio Boretti:

“Fuzzly está amadurecendo em outros pontos, sabia que isso um dia iria acontecer e está!

Som redondo sem conversinhas, tiradinhas, piadinhas gozando com pau alheio, nada disso, pois o público também amadureceu e pagou por Rock e foi isso que eles deram para os presentes no Caverna’s Bar, Rock demais, sobrou Rock... Uma avalanche sonora que há tempos não se via tão coesa por parte desse trio sabbathótico!

É mais complicado escrever sobre um evento fantástico, pois fica parecendo que você quer vender um pão amanhecido de padaria de quinta categoria tentando dizer que você deveria ter ido e bla bla bla!

Amigos, entendam, percebam quem foi é porque deveria ter ido e quem foi pode falar pessoalmente para você tudo que acabei de dizer e um pouco mais!!

Fuzzly e os novos dias de complô da vida...
É o amadurecimento ali no palco, na nossa cara, nossos ouvidos!Parabéns!”






FUZZY, por Bruno Rodrigues

“Fuzzly iniciou por volta das 00:00h e ao término da primeira música já se reunia próximo ao palco uma grande quantia de pessoas impressionadas com a pegada stoner da banda. Fuzzly, pra quem não conhece, é uma banda cuiabana de longa estrada, que já residiu no Estado de São Paulo, tocou em outros países, como Argentina, e acumula uma vasta experiência. Atualmente se trata de um power trio, formado por Dark (vocal/guitarra), Rafael (bateria) e Michael (baixo). Sábadp, literalmente, quase botaram as estruturas do cavernas abaixo, com a pegada descomunal de Rafael na bateria (o cara bate forte, heim?!), a psicodelia surreal de Dark na guitarra e voz, além da firmeza do grande músico Michael. O som da banda me faz lembrar duas coisas: as bandas Queens Of the Stone Age e Black Sabbath; e, por incrível que pareça, a imagem do deserto, que aliás, é bem adequada para as nossa condições climáticas... Show pedrada! Parabéns!!!




BRANCO OU TINTO, por Fábio Boretti

“4 anos de uma banda que comecei a conhecer pessoalmente faz pouco tempo, 1 ano e meio por aí, evento após evento cuidando de detalhes de pré-produção, mídia, conforto para o público e sempre melhorando suas táticas de um evento melhor sempre.

Show lindo, coisa fina, Rock demais para pessoas comuns e não preparadas, a simpatia do público era feed-back puro e tudo única e exclusivamente culpa e naturalidade que a banda passava a cada música, a cada sorriso, cada feeling... É amigos Rock assim só em show do B.O.T. e repito só pode ser um complô, só pode!

Não se vê banda assim todo dia e como eles ainda estão aqui para vocês... Aproveitem pois em minha simples opinião acredito muito, mas muito mesmo que em breve estarão nesse Brasil todo e será mais difícil vê-los mandando Rock n Roll assim tão pertinho, apenas uma esticada de mão entre você e eles no palco do Caverna’s, aproveitem Rock assim não acontece todo diaaaaaaaaaaaaaaa lalalalalala!!”






BRANCO OU TINTO, por Bruno Rodrigues

Sempre uma grande alegria conferir o show do Branco ou Tinto, ainda mais numa ocasião tão especial, que era na comemoração do aniversário de quatro anos da mesma. A banda, no ápice do show, lotou o salão do Cavernas e a grande maioria das pessoas presentes, cantavam as canções autorais junto com a banda – fato que poucas bandas no meio underground conseguem na atualidade. O power-trio Welliton, Marcus e Thiago, fez um show preciso, enérgico, carregado de sentimentos. Da platéia dava pra se notar como tocavam pelos quatro anos de banda. Welliton demonstrava suas habilidades incríveis em cantar e solar ala Jimi Hendrix, Marcus afundava a bateria e Thiago vibrava a cada nota. Nesta noite as canções que desequilibraram tudo foram três: “Presente de Grego” (clássica da banda, que se tornou vídeo-clipe exibido em rede nacional na MTV), “Confissão sem culpa” e “Mente Confusa” (nova canção da banda, que fechou a noite). Em resumo, showzaço pra ficar na memória por um bom tempo! Parabenizo ao BOT e espero que comemorem muitas primaveras mais à frente!



Enema Noise (DF), por Fábio Boretti

Ramones + Refused + Sonic Youth + Stooges + Sabbath + Mr Bungle ... garanto é algum pacto sinistro o que esses caras fizeram!!

Não! Não é fácil fazer um som assim, é muita pesquisa de detalhes, Baixo em um andamento, Guitarras cada uma em palhetadas diferentes, Bateria alternando em momentos imprevisto, Noise Rock que nunca se viu antes em nosso extremo oeste.

Puxa!!

Rock assim acaba me matando mesmo um dia desses!

Faz bem uns anos que não via uma banda que mais parecia uma turbina supersônica, meteórica!
Uma musica na cola da outra, riffs, riffs, riffs, noises, noises, noises, caos, caos, caos e Rock, muito!!!









ENEMA NOISE, por Bruno Rodrigues

Show pancada no crânio! Na primeira música a banda Enema Noise, formação em quarteto, mostrou a que veio: bateria vibrante, presença de palco do vocalista sensacional (não é exagero não, fora de sério mesmo!) e guitarra/baixo alinhadas e virtuosas! Quem conferiu o show do Enema ficou impressionado! Como a banda ainda não tinha se apresentado no Extremo Oeste, foi conquistando o público aos poucos e do meio pra frente já havia uma quantia considerável na frente do palco. Ouvi vários comentários, principalmente referentes à presença de palco da banda, que demonstrava extrema concentração e profissionalismo. Realmente, foi de tirar o fôlego! Parabéns à banda e espero que venham mais vezes à “cidade infernal”.


***


No fim das contas, também vale destacar um fator muito importante para todo esse sucesso, que foi a qualidade sonora do evento: Áudio e Iluminação, orquestrados pelo próprio Fábio Boretti (VNL), montados um dia antes do evento, com back-line e bateria, alinhados e prontos, para que as bandas pudessem dar o melhor que tinham!

E desta forma a comemoração, pelo menos no palco, de 4 anos de BOT findou. Quem não foi perdeu, talvez, um dos melhores eventos do ano! As três apresentações foram pra lavar a alma! Cuiabá precisava de uma boa dose de rock na veia!!!


• Bruno Rodrigues é editor do blog OCT e vocalista da banda de rock cuiabana Tiasques;

• Fábio Boretti é técnico de som, produtor e vocalista da banda Venial;

• Fotos de Joseph Skull, do site RadRocker.

1 Comentario para COMEMORAÇÃO DE 4 ANOS DE B.O.T. – ATENÇÃO, BANDAS AUTORAIS!!! (RESENHA).

19 de setembro de 2011 16:05

Po galera, só temos muito que agradecer todos vocês por fazerem parte de nossa história. Toda história que estamos escrevendo tem um pedacinho de cada um de vocês.

Valeu galera da OCT, Fabinho, Cachorrão, todos nossos fãs, amigos e parceiros. Valeu Fuzzly e Enema Noise.

Em breve lançaremos o DVD comemorativo do evento com 4 músicas de cada banda.

Abraços gerais!!

Branco Ou Tinto

Materias

Comentarios

Sponsors