Posted by Carlos B. Pinto Categories: Marcadores:

Nessas andanças pelo youtube da vida conheci duas bandas muito boas de Portugal.

A primeira é a “Born a Lion” com seu rock’n’roll “vintage” vigoroso e cru com ares de Blues e Southern Rock. A banda tem uma intrigante formação: um Power Trio no qual o brasileiro Rodrigo Cassiano assume o vocal e a bateria. Originários em 2005 na cidade de Marina, Born a Lion é formada por Rodrigo Cassiano (voz e bateria), Bruno Cantanhede (guitarra) e Zé Cariano (baixo). Apesar de ter no mesmo nome de um álbum da banda Canadense Danko Jokes a banda diz ser isso apenas coincidência.

Myspace: http://www.myspace.com/bornalionband


Videoclipe da música "My Black Horse"


Enquanto a Born a Lion encanta pela crueza, a Peixe:Avião se destaca pela introspecção sofisticada tanto no som quanto na viagem verbal de Ronaldo Fonseca. Começando pela release da banda: Enquanto nadava, um peixe que assobiava bolhas e acordes pensou para si: “Como será o som fora de água? Só há uma maneira de saber… tenho de aprender a voar.” E assim nasceu o peixe : avião e a sua música. Aprender a voar, mesmo sem penas, através da imaginação. Fluir como nadar, mesmo na ausência de água, através do pensamento.

Obviamente muitos apresados vão logo carimbar: Peixe:Avião = Clone do Radiohead. Mas devemos lembrar essa estética vem de longe, desde o rock progressivo e psicodélico. O grande lance é viajar junto, e ainda aprender algum vocabulário lusitano!

Myspace: http://www.myspace.com/peixeaviao


Peixe : Avião - Camaleão

talvez ainda esteja, antes de amanhecer, a dormir acordado

como quem esteja a dormir num dia mau, e não queira que acabe ali

solto-me ao rigor de deixar-me improvisar, no pior que aconteça

se deixasse ver um bocado mais de mim, perderia o disfarce

sou um gigante na sombra que colhi das formas e peles que encarno ao calhas;

vestido de gente, sou como faço crer: dissimulante.

sou como um licor de sabor abandonado: mau de azedume

amansei o travo e a urgência de beber dos lábios veneno

sou um gigante na sombra que colhi das formas e peles que encarno ao calhas

vestido de gente, sou como faço crer: dissimulante.


Sem comentarios em "Duas bandas muito fixes!"

Materias

Comentarios

Sponsors