Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: ,
Grécia_dezembro de 2008...

Hoje à tarde fui comprar pequi para levar para o Rio Grande do Sul para mostrar uma das delicias de nossa terra! Assim que cheguei à banca, fui surpreendida. Vieram oito homens, ditos funcionários da prefeitura de Cuiabá sem dó nem piedade foram derrubando a banca onde o trabalhador pedia, "por favor, não façam isto: tenho que levar comida pra casa!" mas nada do que o senhor dono da banca dizia escutavam. Eles pareciam robôs ou surdos, não paravam.

Foram jogando no chão os frutos, e colocando a banca em um carro com emblema da prefeitura com o nome de desenvolvimento social. O trabalhador foi agredido, mas mesmo assim tentava salvar sua banquinha. Num impulso fui junto na tentativa de que eles se humanizassem e deixassem o instrumento de trabalho deste senhor, mas nada do que falei, adiantou. Levaram não sei pra onde deixando assim mais uma pessoa sem trabalho. Depois nos disse, o senhor, que sua venda se valia à colheita de três dias dele, que foi a floresta a buscar este fruto - típico do MT - para que ocupasse as mesas da cuiabania nestas festas, e tinha planos e esperança de uma boa venda para fazer assim seu Natal e de sua família, mas, estes que deveriam ser protetores de nosso povo, foram trogloditas. Roubaram o direito e os sonhos do trabalhador e que sua ceia de Natal existisse.

Isto tem que acabar. A atitude funcional respeita o comando!

A população fechou a rua, chamaram a polícia, mas por seu incentivo o que resta ao cuiabano, afastado do extrativismo, por sua e exclusiva vontade será se acrescentar a enorme lista de meliantes que cerceiam nossa liberdade!

1 Comentario para NATAL 2009: "Truculência no Centro de Cuiabá".

22 de dezembro de 2009 12:44

Cara isso é foda pra caralho, com certeza tem que cabar pq uma pessoal não pode esta ali fazendo um trabalho digno e honésto para o sustente si próprio e sua familia ,ainda eu ja vi isto acontecendo mas policiais chegando e quebrando tudo agredindinho os trabalhadores.

SEM DÚVIDAS ISSO TEM QUE ACABAR.

Materias

Comentarios

Sponsors