Posted by Bruno Rodrigues Categories: Marcadores: ,

“A poesia Africana traz o reconhecimento de que nunca se está só, de que não se pode ignorar a presença do outro, mesmo que o outro reduza suas possibilidades de ser. O outro, nas palavras africanas, mistura-se ao Eu, define-o, mas não lhe rouba as origens. O outro é assumido, compondo a imagem autêntica do Ser - que historicamente determinou os desvios e os encontros e se fez presença no Corpo . Ser África dos caminhos entrecruzados, mas fazer-se África ou ao Menos EXPERIMENTAR-SE África."

Pesquisa, seleção dos textos e concepção: Yandra Firmo

Ator Leitor: Grupo de Intervenção Artística do Centro de Cultura Popular do Parque Geórgia

Pesquisa Musical e execução musical: Cláudio Dias e Grupo de Percussão do Centro de Cultura Popular do Parque Geórgia

Iluminação: Gilson Costa

28/10 - 15h e 20h - Teatro - Entrada Franca

FONTE: SESC MATO GROSSO

1 Comentario para DIA 28/10 NO SESC ARSENAL: "RAJATABLA: UM TESTEMUNHO DA POESIA AFRICANA!”

25 de outubro de 2009 23:20

Visite o mypace da banda Filhos do ódio.

http://www.myspace.com/filhosdoodio

Materias

Comentarios

Sponsors