Posted by Renan Rosenstock Categories: Marcadores:
Hoje o dia colaborou. Tá “friozinho” (quaisquer vinte graus pra cuiabano é friozinho) e, pra completar, em alguns outros países por aí é dia dos namorados. Então, meus caros desconhecidos que lêem essa coluna, hoje apareço com outra dica de como aproveitar o sábado com pouco dinheiro e alguma disposição. Fim de semana combina com filme. Fim de semana e friozinho combina com filme, quem sabe coberta, e um vinho. Vinho barato, não gaste dinheiro com vinho caro, não. Pense comigo: você é pobre. Ferrado. Não tem nem o dinheiro da passagem... Pra que sair de casa?

Vou passar às dicas de filmes, não quero alongar muito esse assunto, também tenho que aproveitar meu sábado.

Pra começar, um filme light...Se você namora, qualquer filme de romance. Light, tudo light. Se você, assim como eu, não gosta de coisas lights, eu recomendo um bom drama. “sonata de outono”, quem sabe... “cine majestic”, outra dica. Bom, você me entende. Enfim... se não quiser ver filme, pode ficar ouvindo música. Eu acho Portishead uma boa pedida. Piazzolla, também. Ella Fitzgerald, também... sei lá. Enfim, você não quer ouvir música e não quer ver filme, tá, tudo bem... pode ficar só com o vinho.

Não se esqueça que em vários outros países é dia dos namorados. Se você tem namorada(o), aproveite. Sábado, friozinho, namoro, combina... Diz uns “je t’aime”, ou “I love you”, ou “te quiero, chica”, pra melhorar a relação. Aliás, é uma boa desculpa para não dar presente e aproveitar: é dia dos namorados em outros países, por isso você merece uma noite “especial”. Mas não é dia dos namorados no Brasil, então não tem porquê dar presente... ;)

Enfim, aproveitem o sábado.

5 Comentario para Saldo de Sábado

15 de fevereiro de 2009 00:24

Nada melhor do que um bom friozinho, ficaria melhor ainda se nevasse. (meu sonho ainda vai se realizar.. *.*).

Renan, pensa comigo, se tem dinheiro pro vinho tem dinheiro pra passagem, a passagem de busão é mais barata que o preço de um vinho vagabundo, se formos analisar isso, né! ^.^
Mas tendo dinheiro ou não, realmente um bom cuiabano não sai de casa e a grande questão é, pra que sair de casa numa noite fria quando ficar em em casa é a melhor opção?! Está/Estava passando um filme bom na Tv, eu achei meio Gay, os homens se beijam se amam. Mesmo eu conhecendo a história da época eu ainda acho estranho... (Alexandre o Grande)
Enfim, Renan está inspirado hoje, lembrou demais do frio, dia dos namorados em outro país, e falou disso o tempo todo, o que o amor não faz com uma pessoa hein?! ^.^

16 de fevereiro de 2009 08:24

SABRINI, QUER NAMORAR COMIGO?

16 de fevereiro de 2009 15:54

Hahahahahah! Vinho barato é tudo de bom... pôxa, faltou a dica de um livro pra um dia frio! Aqui vão algumas, da minha lista:

-Mary Shelley: Frankeinstein
-Drácula: Bram Stoker
-Morro dos ventos uivantes: Emily Brönte
-A casa do poeta trágico: esqueci o nome do autor. rsrs

Massa d+ o post, Renan. Muito top.

17 de fevereiro de 2009 01:28

ah, é que livro eu deixo dia de domingo... tinha recomendado "angústia" da outra vez.

19 de fevereiro de 2009 12:02

NOITE DE TERROR (Getúlio Cortes)
por ROBERTO CARLOS

Intro: A7
A7
Fazia noite fria
Eu logo fui dormir
Soprava um vento forte
E eu não pude mais sair
D7
Pensei com meus botões
Um bom livro eu vou ler
Am
E um trago de uísque
Que é para me aquecer
E7
Mas uma coisa vejam
D7
Me aconteceu
E7
Uma mão gelada
D7
Em meu ombro bateu
A7
Gritar eu quis
Porém a voz não me saiu
E o livro que eu lía
Até de minhas mãos sumiu
D7
Tremi de cima a baixo
Sem sair do lugar
A7
Quando de repente
Eu ouvi alguém falar
E7
Bem junto de mim
D7 A7
Esse alguém me falou bem assim
"Eu sou o Frankstein!"
A7
Tomou conta de mim
Tamanha tremedeira
Mais nada quis ouvir
Pois corri pela ladeira
D7
Mas de repente então
Voltou-se o panorama
A7
Quando dei por mim
Eu estava em minha cama
E7
Alguém bate a porta
D7
Vou logo ver quem é
E7
Deve ser meu broto
D7
Pois fantasma não dá pé
A7
Mas quando a porta abriu
Fiquei logo a tremer
Senti por todo o corpo
Um frio percorrer
D7
Fiquei no chão calado
Com o cabelo arrepiado
A7
Maior foi meu pavor
Pois não era o meu amor
E7
E esse alguém que eu vi
D7 A7
Me falou novamente assim

Materias

Comentarios

Sponsors