Posted by Renan Rosenstock Categories: Marcadores:
Sábado. Carnaval. Você liga a TV e só ouve falar em “Ivete Sangalo na Bahia”, ou “Hoje tal escola abre o desfile em São Paulo”. Você se sente avesso ao carnaval. Aí você diz “cara, eu odeio samba!”; “cara, odeio muita gente!”... É, amigo(a), você não está só. Perguntam como vai ser o meu carnaval... Fiquei pensando, então, em atividades durante o sábado de carnaval.

Não há muito o que se fazer. Uma boa dica é juntar os amigos e fazer rodinha de violão (por favor, sem “pais e filhos” do Legião). Hoje é um dia ótimo para ouvir vinil... dia cinza, oportuno. Vá para casa de amigos, se divirta. Você que não gosta de sair de casa, aproveite pra ler algum livro, escrever alguma coisa. É um dia de festa, apesar de tudo. Acampe, viaje, sei lá. O importante é fazer algo nesse sábado.

Sábado passado eu dei dicas de filmes e músicas. Continuam válidas. O dia continua colaborando... chuva fina, combina com um chá quente e uma boa conversa no msn. Você não tem internet? Não gosta de chá? Faça qualquer outra coisa... O importante é fazer algo.

Você me diz: “eu vou pra show de rock.”; “Eu vou pra Santos.”; “Eu vou pra chapada.”; Essa coluna não é pra você, meu caro. Minhas dicas são pra quem realmente não gosta de ir às baladinhas algodão doce. Mas, mesmo você que vai pra qualquer lugar, sei lá... “extravasar”, se divirta. Afinal, o feriado de carnaval é o único realizado por motivo de festa. Os outros feriados ou são católicos, ou são patrióticos.

Então, aproveite...

3 Comentario para Saldo de Sábado - Carnaval, carnaval...

Rudny
22 de fevereiro de 2009 15:42

"Você que não gosta de sair de casa, aproveite pra ler algum livro..."

hahahaha
"As veias abertas da américa Latina", ótimo pra por o pé no chão.

Carol Barros
2 de março de 2009 19:11

Meu fio.Dando uma olhada no blog achei sua postagem e me bateu uma curiosidade.

Você não gosta de samba? que tipo?
Samba funk, samba de roda, samba de criola, samba enredo, samba reggae etc...
Não generaliza não, será que vc conhece todas as variantes do samba atual, estamos numa época em que gêneros estão indo pelo ralo, e as fusões são cada vez mais frequentes, interessantes e bem vindas.Ninguém quer rótulos, temos uma música brasileira riquissima e cheia de fusões, e um afirmação igual a sua parece reprodução de frases clichês de epocas em que o puritanismo musical predominava.

Carol Barros

22 de março de 2009 13:27

Carol Barros, se ler direito meu post, saberá que reproduzi falas que escuto por aí. Por isso as aspas, leia direito, antes de criticar. Sou fã de samba, desde o samba de raiz (gosto muito do Zé Keti e do Paulo César Pinheiro que é mais atual), passando pelo samba-rock do Ben Jor, até chegar no atualíssimo Rômulo Fróes. Se tivesse o cuidado de ver minhas postagens, veria que incentivo que os leitores escutem outros sons. Inclusive citei o Piazzolla, e a Fitzgerald.

Beijos.

Materias

Comentarios

Sponsors