Posted by cavalodetroia.blogspot.com Categories: Marcadores:

Headthrash.blogspot.com: Blog de apoio ao Vendetta...

O redação do blog da OCT mais uma vez no intuito de contribuir para o “crescimento real” do rock cuiabano, resolveu inserir em sua programação semanal algumas entrevistas. O dia escolhido será segunda-feira, mas como de alguns dias para cá a OCT andou perdendo tempo com alguns cubestóides da vida, especialmente nessa semana traremos a primeira entrevista hoje (terça-feira). E para começar com o pé-direito, a editoria do Blog OCT, baterá um papo com o Vendetta Produções – produtora voltada especificamente para a cultura underground. Então sem mais delongas, a entrevista:

1. OCT: Primeiramente, como vocês definem a Vendetta Produções?
Vendetta:
Vendetta Produções vem com o intuito de promover as bandas do undeground sulamericano, trabalhando com seriedade e profissionalismo. Desenvolvendo, por meio da realização e do apoio a eventos, suporte e integração às bandas que compõe este cenário.

2. OCT: Quais ações a Vendetta já realizou e quando surgiu?
Vendetta:
A Vendetta surgiu em 2007, dentre as ações realizadas estão o tradicional Underscream Metal Fest, considerado maior festival underground do sul do estado de Mato Grosso, a vendetta associação que é um centro de eventos dentro dos certificados e leis de segurança voltados apenas para a cultura underground, a produção da gravação do ep ao vivo da banda Neurose (Death/Thrash Metal), a produção do clipe da banda Black Oil (Thrash Metal - EUA) e parceria e representação com selos e produtoras nacionais.

3. OCT: Quem são os que integram o Vendetta – são exclusivamente de Cuiabá?
Vendetta:
A vendetta é composta por parceiros de diversas partes do Brasil, as principais parcerias são ASCUM, ARMEIRO, Cavernas Bar, Unholy Metal, Scars Tattoo, Circus of Death, Tormentum prod, Anapolis Metal Zine, HeadThrash, fora a diversas representações sulamericanas e está sempre aberta novas propostas e parceiros que queiram trabalhar para o fortalecimento das bandas e do cenário do underground regional e nacional.

4. OCT: Qual público o Vendetta pretende atingir e como se coloca ante às outras organizações que atuam com rock em Cuiabá?
Vendetta: A vendetta é totalmente voltada para o cenário underground nacional e para as pessoas que apoiam este segmento, de maneira sincera, real e sem modismos. Não trabalhamos com parceiros que atuam no segmento "rock" de Cuiaba, mas no cenário do underground posso citar diversas outras produtoras magníficas que trabalham com dedicação e profissionalismo, de supra sumo posso citar Art Underground (sem sombra de dúvidas o maior e melhor evento underground de Mato Grosso), Circus of Death, MUC, Metalized prod., storm rock e Contdown to death. Também não posso deixar de citar exclamativamente o Cavernas Bar que já se consolidou como o único espaço underground real de Cuiaba. Onde em 5 anos já realizou diversas produções com grandes nomes do cenário, obtendo um merecido reconhecimento e projeção a nível nacional.

5. OCT: Quais os projetos para 2009 que o Vendetta tem em mente? Como viabilizará recursos para a execução dos mesmos?
Vendetta:
Desde o ano passado jah viemos consolidando o calendário deste ano, praticamente estamos com o calendário fechado para o semestre. Onde trabalharemos com a tour aberta com algumas bandas do cenário nacional e sulamericano além dos eventos em cuiaba e região. Estamos abrindo o ano agora começando com a Tour da banda Ataque Nuclear (Crossover/Thrash Metal) thrashback from hellcities que se iniciará em mato grosso e depois irá para São Paulo. As datas confirmadas em Mato Grosso são 20 de Fevereiro em Cuiaba e 21 de Fevereiro no festival "foda-se o Carnaval 2009" realizado pela ARMEIRO em rondonópolis.

6. OCT:- O vendetta atua voltado para o Cenário Nacional, e em Cuiabá tem como principais parceiros o Cavernas Bar, Art underground, Circus Of Deathe,dentre outros. Nacionalmente falando, vocês poderiam citar algumas bandas, parcerias ou selos com que o Vendetta está trabalhando? E como está se dando efetivamente essa integração do Underground Sulamericano? No intercâmbio dessas bandas e produtoras?
Vendetta:
Atualmente nossas representações nacionais contam com a parceria da Tormentum Prod, Anapolis Metal Zine, Golgota Prod, Vooadera festival, For Caos, Mysterian Art, Vampiria Rec. e Metal Army. Na cena sulamericana temos alguns parceiros com o Wisdow (PY), Equinox (PA), Impetigo Prod. (CHL), e Café Metal (ARG). Trabalhamos através da troca de datas, para as bandas que estão formando suas formando rotas de turnê, devido a excelente posição que o estado de Mato Grosso se encontra ,tendo como a região de cuiaba a representividade geodésica sulamericana acaba sendo uma excelente porta de entrada e saída para inúmeras bandas que pensam em embarcar na tour sulamericana. Temos alguns contatos na Europa e Asia, mas não damos enfase por acreditar nos potenciais da cena sulamericana que naum deve em nada para os outros cenários considerados "celeiros", temos uma cena rica e criativa, desprendida de padrões, com identidade própria e muita qualidade. Destaques principalmente para o Brasil e o Chile que hoje tem nomes influentes e tradicionais no underground mundial.

7. OCT: Bem, dentro dos circuitos “alternativos”, do dito “rock menos pesado”, existem vários meios de integração e circulação do que está sendo produzido, principalmente depois do advento da internet, essa integração praticamente explodiu, e por exemplo, em comunidades de Orkut, pessoas de vários cantos do país, debatem um mesmo assunto em tempo real, coisa que era impensável há cerca de 10 anos atrás. Em suma, o mundo ficou mais pequeno! Mas se a comunicação ficou extremamente facilitada com todas essas tecnologias, a locomoção desses artistas, por outro lado, é ainda dificultada financeiramente (as vezes temos a impressão que tudo está ficando mais caro!!!). Bem, aonde quero chegar: como o Vendetta viabiliza recursos para promover esse intercâmbio? Por meio de editais públicos? Patrocínios? Ou seriam os recursos financeiros oriundos do próprio bolso dos agentes, destinados a financiar a locomoção, cachê, além dos gastos com a produção geral do evento (som, publicidade, etc)?

Vendetta: Atualmente dentro do underground a maior forma de integração se dá através do myspace e veiculos de troca de dados com a tecnologia P2P. É muito bacana a ideia que o indivíduo entre em contato diretamente com a banda apoia de maneira direta e que receba a resposta da mesma quase que instantaneamente, esse tipo de comunicação criou um critério ainda maior de apoio a banda, porque quebra justamente aquele fator da distância tão proeminente há 10 anos atrás. Sobre a questão do planejamento do evento o aporte financeira na verdade se dá das 2 formas, através de parcerias público/privadas e através do custeio operacional do próprio organizador do evento, infelizmente o que posso declarar a respeito das produções em Mato Grosso é que eventos underground ainda são bancados heroicamente pelo próprio organizador e a sua vontade de fazer pelo underground. Não há interesse público/privado em relação aos eventos do underground e isso é reflexo de diversos fatores, dentre os quais os mais pertinentes são se tratar de um público segmentado, se tratar de um som que não está no maenstream, favorecimentos e apadrinhamentos fiscais, e a próprio preconceito da sociedade perante aos grupos sociais que não compartilham dos gostos massificados pelas mídias.

9. OCT: Finalizando esse longo bate-papo, vocês poderiam citar alguns desses eventos que estão fechados para o Calendário 2009?
Vendetta:
Ainda é um pouco cedo para divulgarmos nosso calendário do primeiro semestre, o que posso adiantar eh que estamos trabalhando o máximo para produzir eventos dos mais diversificados generos do heavy metal.

Para abrir o ano já em fevereiro trabalharemos com a banda de thrash metal Ataque Nuclear, abrindo sua tour de lançamento do Ep "ThrashBack From Hell" nas datas de 21 de Fevereiro em Cuiaba e 22 de fevereiro em Rondonópolis, após esses eventos a banda segue para São Paulo.

Outros eventos previamente confirmados são:
Light Years (Março)
Khrophus (Abril)
Volúpia di Baco (Maio)
Sonata Soturna (Julho)

10. OCT: Ah sim, não deixem de indicar os contatos do Vendetta (site, blog, fone, etc)., e se sintam a vontade para dar um recado a Cuiabá:
Quem quiser entrar em contato conosco basta acessar:

Orkut: http://images.orkut.com/Main#Profile.aspx?uid=16965165522091630966
Myspace: www.myspace.com/vendettaprod (em reforma)
Mail: vendettaprod@gmail.com

Temos um parceiro de divulgação que eu considero muito foda!!! Eles são responsáveis pela cobertura nacional dos nossos eventos através do seu portal:

www.headthrash.blogspot.com ===>Acessem!!!

Gostaria desde já agradecer ao Bruno por esse tipo de iniciativa , a ideia do underground dentro de portais culturais, serve para desmitificar esse preconceito qua algumas pessoas tem perante a ideologia do movimento. E dizer para os leitores do blogger, que valorizem o cenário nacional!!! A cena não depende de produtoras!!! A cena é composta do público e das bandas!!! Então ajudem a apoiar o movimento, comprem materiais de bandas nacionais, acessem aos sites especializados, vão aos eventos locais!!! E se forem de Cuiaba, deixo o recado explícito: FREQUENTEM O CAVERNAS BAR!!!! Este é o único espaço realmente voltado para cultura underground do estado, e depende da participação e apoio de vcs!!!

De resto nos vemos nos shows por ae... STAY SICK!!!


*******************************



Só reforçando, então dia 21 de Fevereiro no Cavernas Bar, o Vendetta Produções apresenta... “Ataque Nuclear”(MS), que estará abrindo sua tour de lançamento do Ep "ThrashBack From Hell", depois seguirá dia 22 para Rondonópolis, e posteriormente a São Paulo. Portanto, já marquem aí na sua agenda!

2 Comentario para JANEIRO OCT: entrevista com "Vendetta Produções".

27 de janeiro de 2009 17:00

Nós é que agradecemos pela disponibilidade e pelas palavras tão bem colocadas, Vendetta!Como você mesmo disse, muitos preconceitos devemos quebrar, para que possamos enchergar essa realidade que é o Underground cuiabano, que está aí há anos, trazendo várias bandas nacionais e internacionais para se apresentarem por aqui, tudo sem patrolar ninguém. Só tenho a parabenizar mesmo!

27 de janeiro de 2009 17:28

Muito Bacana a entrevista!
O Underground Cuiabano está ai "Firme e Forte".
Como sempre esteve e como sempre estará.

Materias

Comentarios

Sponsors