Posted by cavalodetroia.blogspot.com Categories: Marcadores:


E o Documentário sobre o "Rock Cuiabano" tá seguindo a mil por hora! Desde 1 de Outubro, a Comissão Organizadora, está enviando a todas as bandas Cuiabanas um "Questionário", ou Formulário, para mapeamento detalhado do perfil de cada banda: estilo, local que tocam, gravações, perspectivas, etc. As bandas interessadas deverão preencher o formulário e encaminhá-lo para bandas.independentes.cba@gmail.com

FORMULÁRIO “DOSSIÊ-ROCK CUIABANO 2008”

1. Nome da banda: ...........................................

2. Ano de nascimento:..........................

3. Qual estilo a banda se considera?
( ) Metal
( ) Rock Progressivo
( ) Punk Rock
( ) Hardcore
( ) Emocore
( )Gótico
( )Trash Metal
( ) Black Metal
( )Indie
( ) Blues Rock
( ) Hard Rock
( ) Outros

4. A banda vive profissionalmente do que faz?
( ) Não, tocamos apenas para divulgação e os integrantes têm outras atividades profissionais;
( ) Sim, nos dedicamos exclusivamente à música;
( ) Temos um retorno financeiro, mas não vivemos exclusivamente de música;

5. Em quais locais sua banda se apresenta?R.....................................................................................................................................

6. Em quais eventos a banda já tocou? (obs. Coloquem os que vocês consideram mais importantes)
R...................................................................................................................................

7. A banda trabalha com alguma organização cultural em Cuiabá? Qual?R...................................................................................................................................

8. O que a banda acha do “Jabá” (pagar para tocar)?
( ) Importante na fase inicial da banda;
( ) Não concordamos, pois o evento só acontece se tocamos. Devíamos ganhar pelo menos uma ajuda de custo;

9. A banda já tem cd gravado? Qual foi (valor aproximado) o gasto do cd e em qual estúdio foi gravado?R..........................................................................................................................................................
............................................................................................................................................................
............................................................................................................................................................

10. Qual o repertório da banda?
( ) Somente músicas próprias;
( ) Somente músicas Covers;
( ) Músicas próprias e músicas covers;

Assinatura do responsável pela banda:_____________________________________

Obs. A banda deverá preencher o formulário, escaneá-lo e enviar para o e-mail da Comissão Organizadora, ou, entregar em mãos.

Maiores informações:

Blog do Documentário

10 Comentario para COMISSÃO ORGANIZADORA DO DOCUMENTÁRIO "SOBRE O ROCK CUIABANO" INFORMA: O FORMULÁRIO DAS BANDAS JÁ ESTÁ DISPONÍVEL!

10 de outubro de 2008 11:34

A questão 4 é no mínimo hilária...

Bruno P.
10 de outubro de 2008 13:02

Eu já vejo assim: importante para mapearmos quem vive de música ou não, que vejo como o principal problema do rock cuiabano hoje.

10 de outubro de 2008 13:25
Este comentário foi removido pelo autor.
Welliton Moraes
10 de outubro de 2008 14:09

hum, n sei Roberto... talvez viver só de banda de rock não seja possível, mas viver de música é possível sim. Desde que o cara se disponha a fazer todo tipo de produção relacionada a música. Aqui em Cuiabá podemos citar alguns nomes.
Mas como o documentário se trata da cena rock...

abraço

Bruno P.
10 de outubro de 2008 21:40

No que o Welliton falou: devemos re-discutir e mudar a cena rock cuiabana ou deixar do jeito que está?

11 de outubro de 2008 08:21

Weelinton e Bruno! Vamos falar primeiramente em público consumidor rock em cuyaba! ele simplesmente ainda não existe. e porque? simples. porque não há produtos em quantidade significativa de bandas cuiabanas. Não há músicas de bandas cuiabanas sendo executadas frequentemente em rádio e na 'nossa' MTV. Enfim, é um trabalho de longo prazo, ainda mais com os estragos que a cena vem sofrendo a alguns anos, por alguns 'agentes'.

Tudo fato brothers.
Conferiram o post sobre o blog do Tico Santa Cruz?
Se no Brasil é quase utopia viver de Rock, imagine em Cuyaba, cidade sem nenhuma tradiçao nem geográfica e nem histórica, de apreciação desse gênero musical.

wr
11 de outubro de 2008 10:13

Esse assunto nao deveria estar em palta. Sera que é dificil entender que nao existe cena em cuiaba? caramba! cuiaba é isso que voces conhecem...petche, pacu assado, rasqueado, ir pra Tchapada no fim de semana, festival de inverno, banho de catchoera, cinema no pantanal shopping no domingo, ficar pagando de playba na getulio vargas, passando devagar com o carro tunado na frente da GÉÉÉÉEtsssss....é isso...que mané cena rock cuiabana oq??
Gosta de rock? quer tocar, ensaiar? entao faça...vamos parar de empurrar guela abaixo essa coisa de "cena rock cuiabana"...Acredito se a banda for boa, pessoas automaticamente váo se interessar, se for ruim ninguem vai se interessar...este eh o problema ai...as coisas sao ruins e pessoas n se interessam...e outra coisa, o publico ai nao é termometro de competencia musical... As bandas devem ter o senso critico, acrediar no seu trabalho, e sair do eixo....grava, faz trabalho de divulgacao, pega um furgáo e pega a estrada, mete as caras...se eh báo mermáo, ninguém segura...
QUE MANÉ CENA O QUE?
a impressáo que passa, é que precisa de um chefe representante para a cena...enquanto existir essa ideia, vai continuar errado.
O que voces querem afinal? fama, sucesso, dinheiro? VMB? Entrar no circuito top mtv? faustáo no domingo fazendo playback? o compromisso é musical? tem certeza?
viver de musica? que lindo..seria maravilhoso..eu queria viver também...seria o mundo ideal, sem guerras...pra mim viver de musica eh estar satisfeito com a sua vida, eh ser pedreiro, mas ta com um fonesinho de ouvido, ouvindo a sua banda predileta, e isso te inspirar, te fazer seguir em frente, isso é viver de musica...viver de musica nao necessariamente eh estar numa banda..eh ser feliz com a musica fazendo parte da sua vida de alguma maneira...
Desculpem falhas no teclado
valeu.

Bruno P.
11 de outubro de 2008 10:18

Justamente por isso Roberto. A questão 4, do formulário, ao meu ver, só confirmará oficialmente o que já sabemos e vivemos na realidade do dia -a-dia: meia dúzia de bandas vivem de rock em Cuiabá. Aí pergunto: as coisas devem continuar do jeito que estão? Definitivamente NÃO!

11 de outubro de 2008 14:10

viver nao vive não bru.
se for por na ponta do lápis. tenha certeza disso.

12 de outubro de 2008 18:49

WR, FALOU MUITA COISA INTERESSANTE, NINGUEM PRECISA DE CACIQUE PRA SEGUIR ADIANTE! OU PRESTA OU NAO PRESTA!

ENQUANTO ISSO, TEM GENTE QUE QUER METER BANDAS GUELA ABAIXO. E VAMO QUEIMAR DINHEIRO!!

Materias

Comentarios

Sponsors