Posted by Roberto A Categories: Marcadores: , ,

O EVENTO EM SI

Foi um evento muito bem organizado e planejado com uma considerável antecedência por gente muito experiente. Foi encabeçado pelo pessoal do HIGHSCHOOL e do PARTENZA, ambas bandas da cooperativa cultural OPERAÇÃO CAVALO DE TRÓIA, e contou com a participação das bandas BRANCO OU TINTO (abertura) e CACHORRO DOIDO (fechamento).

Foi uma festa (quase) perfeita, não fossem os problemas com a energia.

Mas tudo bem, numa próxima vez um nobreak pode tranqüilamente resolver isso.



BRANCO OU TINTO

A princípio, era para ter rolado uma apresentação do LYNHAS DE MONTAGEM, mas por conta da saída do batera em cima da hora, a banda se viu obrigada a adiar sua aparição. Logo, ao BRANCO OU TINTO couberam as honras de abrir a noite!
Única banda de Cuiabá que consegue filtrar com maestria o lado underground de Seattle, a doidera européia e a musicalidade australiana sob a forma de uma sonoridade pesada, refinada e muito peculiar.
Do público da banda, destaque para um pessoal muito expressivo,oriundo principalmente da região do Tijucal, uma área onde a banda tem angariado um número cada vez maior de fãs. Tocaram um set completo, quase todo formado por sons próprios. A exceção ficou por conta de "Judas", um clássico lado-b de Raul Seixas,
que ajudou a inflamar ainda mais os ânimos do povo presente.



PARTENZA

Banda formada por gente que está há muito na cena local e que tem no frontman Tenio e no guitarrista Robertão a sua espinha dorsal. O PARTENZA atrai a atenção de todos com uma nova forma de tocar o velho rock brasileiro oitentista, sem cair nos mesmos erros da época, e que se diferencia porque faz a coisa fluir bem melhor que os revivalistas comuns. (Quem conheceu Gang 90, Varsovia, Finnis Africae, Violeta de
Outono, HojerizaH, Uns & Outros etc, sabe bem do que estou falando!).
Afinal, como eles não têm tempo a perder, só lhes resta fazer o que pode dar certo.
Por aqui mesmo, muito se fala sobre o PARTENZA, mas nada comparado ao que a gente vê: um show super profissional, trabalho levado a sério mesmo! Dos pontos fracos, bem... tirando a música do Cazuza, só faltou o Tenio pular um pouquinho mais, até porque não é qualquer banda que tem o privilégio de contar com um vocalista (despretenciosamente)parecido com o Bruce Dickinson.
Ah sim, antes que eu me esqueça: por que cargas d'água em Cuiabá paga-se tanto pau para a chatice da banda curitibana TERMINAL GUADALUPE?! Está certo que são bons músicos, mas o PARTENZA é muito mais legal e merece, sem sombra de dúvidas, o carinho do público daqui!!!!!



HIGH SCHOOL

Primeiramente, não confundam essa banda Cuiabana com o famoso (e multi-milionário) HIGHSCHOOL MUSICAL! Pronto, agora sim já posso abrir o verbo!
Deixando um pouco de lado minha amizade com o pessoal, eu posso dizer que o HIGH SCHOOL é uma banda que eu curto, sim! Não digo isso musicalmente, uma vez que eu sempre ouvi hardcore (Exploited, Varukers, GBH, Dead Kennedys, Black Flag etc) e muitas coisas mais além disso. Seguramente, eu posso afirmar que o HIGHSCHOOL não é e nem nunca foi hardcore, como os próprios membros costumam se definir!
HIGH SCHOOL é, sim, um pop radiofônico de grande qualidade, fortemente influenciado por hardcore melódico e com pitadas generosas de new metal, sem cair na mesmice de ambos.
Agora eu pergunto: por que vale a pena ir vê-los tocar?!
A resposta é simples: vale porque a banda já é um show de profissionalismo e de consideração para com o público! Isso tudo sem falar no bom relacionamento que eles mantém com a imprensa e com os fãs. Todos são excelentes músicos e compõem muito bem também! São um perfeito exemplo não só para quem pensa em montar uma banda de
hardcore meloso, mas também para quem é afim de fazer dessa coisa que é tocar rock o seu meio de vida, com a cabeça no lugar e com os pés no chão.
Pessoalmente, não sou fã do tipo de som que eles tocam, mas gosto muito de pegar show deles por todas as razões que já citei aqui.



CACHORRO DOIDO

Tudo bem que todo mundo já disse o que tinha que dizer sobre eles: banda formada por medalhões da cena cuiabana, que emenda uma sonzera phodidona etc e coisa & tal.
Vale lembrar que além de terem um repertório perfeitamente organizado e majistralmente arranjado, também têm um grande público, formado gente comum e, principalmente, por alunos e ex-alunos dos músicos, uma vez que os caras da banda também são professores de música em diversos lugares de Cuiabá! Fora isso, seguram muito bem o público, com um set que combina perfeitamente seu trabalho próprio com clássicos do rock.
O único porém é o fato de tocarem apenas clássicos batidos como LED ZEPPELIN, JIMI HENDRIX, AC/DC, a "Mustang Sally" de WILSON PICKETT e mais algumas outras coisas. Na boa, sendo os caras tão foda (como sei que são!), não custa nada pesquisarem um pouco mais e se aventurarem pelo lado-b do rock. Afinal, em mais de 50 anos de história, o rock'n'roll produziu inúmeras coisas boas que vão muito além daquilo
que um dia foi "comercialmente viável".
Fora isso, juntaram-se numa jam session com Anselmo Parabá e Frog para tocarem clássicos do black soul brasuca e agitarem mais ainda o povo.
Teve até uma boa menina que, do alto de sua empolgação etílica, pegou o microfone e começou a bradar um monte de grosélia. Beleza! "it's only rock'n'roll but I like it".

Enfim, para fechar esta resenha, uma consideração final sobre o ocorrido: Cuiabá merece eventos dessa natureza não só uma vez por mês,mas sempre. Parabéns a todos que fizeram do ROCK NA CASA, não apenas uma boa série de gigs, mas um verdadeiro show que, oxalá, tenha inúmeras outras seqüências.

Abraço a todos!

Max Merege, colaborador OCT

7 Comentario para ROCK NA CASA - por Max Merege

Juliano Go
21 de julho de 2008 17:05

bom oq eu posso dizer sobre um evento desses?
FOI DU CARALHO!
poh mesmo com as dores de cabeças corriqueiras que nunca vaum faltar conseguimos juntamente com o partenza fazer acontecer!
evento correria mais bem organizado!
obrigado a todos q foram, a todos q tocaram, todos q correram atras de certa forma.
agradecimento especial ao pessoal q deu a força pra gente no evento, gostei muito do q li sobre tudo e quero dizer q o HS esta ai pra correr novamente atras e fazer outros eventos bons pra esse nosso publico fortalecer!
Max obrigado pelas palavras sobre a banda ai cara gosto quando falam a verdade assim q deve ser sempre!
no mais obrigado a todos!

Bruno Pleyades
21 de julho de 2008 17:20

putz, massa de mais a resenha Max!
Parabéns!

21 de julho de 2008 17:29

Obrigado Max, pela amizade, coberturas e parceria!

21 de julho de 2008 18:22

Obrigado a vocês por tornarem isso possível!

22 de julho de 2008 08:58

GALERA NAO PUDE IR AO EVENTO POR FORÇA PARTICULAR. MAS SEI Q O EVENTO FOI 10. PARABENS A TODOS QUE TORNARAM EM REALIDADE ESSE SONHO.

Geleia
22 de julho de 2008 11:30

Gostei!
Mas só vi um defeito: "grosélia" se escreve "grosélHa" ! hahahahah

23 de julho de 2008 12:45

PARA DE ESCREVER GROSÉLHA, GELÉIA!!!!!!

Materias

Comentarios

Sponsors